segunda-feira, 22 de dezembro de 2008

A origem e o significado do NATAL

A celebração do Natal teve início com um antigo festival mesopotâmico que simbolizava a passagem de um ano para outro. Ritual semelhante era realizado pelos persas e babilónicos.No hemisfério norte, o solstício de inverno ocorre entre os dias 21 e 22 de Dezembro, quando o sol atinge seu afastamento máximo da linha do Equador, fazendo com que as noites se tornem mais longas e marcando o início do inverno. Os mitraístas estabeleceram o dia 25 de Dezembro como a data do “Natalis Solis Invicti”, ou o Nascimento do Sol Invencível. Esta festividade pagã envolvia a decoração de árvores com luzes (velas) e a troca de presentes.Mais tarde, o costume alcançou os romanos que promoviam duas grandes festas pagãs: a primeira, as saturnais, em homenagem a Saturno, começava a 17 de Dezembro, estendendo-se até 1º de Janeiro, e a segunda, as calendas, que saudavam a chegada do ano novo.Somente após a cristianização do Império Romano, o dia 25 de Dezembro passou a ter o significado actual de comemoração do natalício de Jesus. A maior parte dos historiadores afirma que o primeiro Natal, como hoje é conhecido, foi celebrado no ano de 336 d.C. e oficializado no Concílio de Nicéia no ano de 440 d.C.. O facto é que, naquela época, a Igreja Católica proibia os cristãos de participarem das festas pagãs. A igreja, porém, sofrendo pressões do Império Romano, a partir daquele ano adoptou essas comemorações pagãs, fazendo com que passassem a fazer parte do calendário cristão.


1 comentário:

Doula Zezé disse...

Obrigada, Daniel!
Eatavamos em busca deste tema, para trabalho escolar com meu filho.
Grata, Maria Jose Goulart
doulazeze@yahoo.com.br